6 dicas de como estudar literatura para o Enem 2021

Os textos literários, se comparados às notícias, aos artigos de opinião ou mesmo às propagandas, podem nos dar a impressão de que a literatura é um assunto complexo, difícil de estudar. Aliás, se você compartilha dessa mesma opinião, fique tranquilo. 

Essa sensação é mais comum do que você imagina.

Além de exigir muita leitura, a literatura é, de fato, uma disciplina densa, pois explora os aspectos subjetivos, a expressividade e o prazer estético. 

Consequentemente, os textos literários acabam se caracterizando pela produção de diversos efeitos de sentido e, principalmente, pelas múltiplas possibilidades de interpretação. 

É óbvio que toda essa subjetividade acaba dando margem à nossa imaginação – o que, diga-se de passagem, não é de todo ruim. Porém, sabemos que, quando se trata de estudar para uma prova tão importante quanto o Enem, ela pode nos confundir ainda mais. 

A boa notícia é que existem, sim, maneiras de aliviar essa tensão e otimizar os estudos. Confira, abaixo, 6 dicas de como estudar literatura para o Enem 2021 e potencialize o seu aprendizado!

1. Compreenda as características do texto literário

Primeiramente, você deve compreender a literatura como a arte da palavra, o instrumento que o ser humano encontrou para recriar a realidade que o cerca de forma expressiva. 

Por esse motivo, tenha em mente que a preocupação do autor literário não está na clareza da informação. Sua intenção é justamente o contrário, ou seja, explorar a linguagem. Isso se dá a partir das seguintes características.

  • Trabalho com a subjetividade: exploração de aspectos íntimos do autor, como sua história, seus sentimentos e anseios, suas emoções, experiências, percepções e demais particularidades.  
  • Emprego da linguagem conotativa: uso da palavra em um sentido diferente do literal (aquele que normalmente consta no dicionário). É a linguagem figurada, em que palavras e expressões ganham um novo significado devido ao contexto de uso. Aqui, vale mencionar o uso das figuras de linguagem e a carga expressiva que elas conferem aos textos.
  • Predomínio da função poética da linguagem: preocupação com a produção de uma mensagem bem elaborada, inovadora, formalmente estruturada e com palavras cuidadosamente selecionadas. Ao empregar efeitos sonoros e rítmicos, jogos de imagem ou de ideias e outras combinações inusitadas, o objetivo é despertar o prazer estético. 

2. Lembre-se de alguns conceitos básicos 

Em segundo lugar, antes de já partir para o estudo acerca das escolas, recorde-se de alguns conceitos básicos da teoria literária; isso pode fazer a diferença na compreensão dos enunciados das questões. 

  • Prosa: nessa forma literária, o texto apresenta preenchimento regular das linhas na página, a qual é ocupada de uma margem à outra.
  • Verso: forma literária com maior liberdade espacial, já que o preenchimento das linhas do texto não segue necessariamente o padrão regular.
  • Eulírico: diferente do autor pessoa física, trata-se de uma criação artística, do “ser” que se expressa nos poemas, retratando sentimentos, reflexões e constatações sobre a vida.
  • Gênero épico ou narrativo: narrativa que se caracteriza pela presença de um narrador, “ser” que conta uma história com personagens, seguindo a ordem introdução, complicação, clímax e desfecho. Exemplos: novela, romance, fábula, epopeia, conto, crônica, etc. 
  • Gênero lírico ou poético: texto em que prevalecem os aspectos subjetivos, como a exteriorização de sensações, emoções e sentimentos. Exemplo: poema.
  • Gênero dramático: texto construído para a encenação, para ser dramatizado em um palco. Exemplos: auto, comédia, tragédia, etc.

3. Perceba a influência do contexto histórico

A literatura é a expressão do pensamento do homem de acordo com o período em que ele vive. Por isso, ao estudar essa matéria, procure conhecer o contexto histórico, social, político e cultural em que as escolas literárias estão inseridas. 

Assim, você poderá perceber a lógica que existe nessa relação e visualizar de que maneira as obras literárias retratam o mundo e o ser humano de cada época.

Além disso, ao estudar o contexto histórico dos movimentos literários, você irá compreender que uma escola geralmente acaba surgindo em contraposição à outra, como forma de resposta ao que era valorizado no período anterior. 

Você vai ver, por exemplo, que para entender o Realismo deverá conhecer os princípios do Romantismo, até porque aquele foi um movimento fundamentalmente antirromântico. 

4. Domine as características de cada escola

Aqui, não basta decorar o nome das escolas literárias brasileiras e respectivos anos de surgimento. Conheça a fundo cada um desses movimentos, suas características e outros aspectos relevantes. 

Para compreender as características, mais uma vez vale a pena pensar no contexto histórico. Isso porque os dilemas vivenciados pelo ser humano em determinada época eram retratados com frequência nas expressões artísticas e acabaram se consolidando como as peculiaridades de cada movimento. 

No Barroco, por exemplo, o homem em crise (Teocentrismo X Antropocentrismo) produziu uma arte também em crise, portanto complexa, exagerada, rebuscada e permeada pela dualidade.

5. Conheça os principais autores brasileiros

Apesar de não cobrar obras e autores específicos, alguns nomes têm sido recorrentes no Enem, como Machado de Assis, Carlos Drummond de Andrade, Clarice Lispector, Guimarães Rosa, Manuel Bandeira, Oswald de Andrade, entre outros. 

Entretanto, não se limite a apenas relacionar o nome dos autores aos títulos de maior destaque. 

Compreenda como cada um deles contribuiu para o momento histórico, político e cultural em que viveu. 

Conheça as marcas pessoais e entenda de que forma o estilo literário de um autor o diferenciava dos demais.

6. Leia muito

Esta última dica parece clichê, mas só vai gerar benefícios aos seus estudos: leia muito! 

Faça um planejamento de leitura que envolva diferentes títulos, conheça autores, confronte estilos literários e de escrita, identifique as peculiaridades de cada escola e perceba como se dá a relação história-literatura. 

Não adianta, a literatura é uma disciplina que demanda muita atenção e leitura. E isso não é só porque você deve conhecer os enredos dos mais renomados livros brasileiros, não. 

Essa prática aumenta o seu conhecimento, amplia sua capacidade de interpretação e, em especial, faz com que você fique cada vez mais preparado e familiarizado com os textos literários que irá encontrar no Enem. 

E aí, vamos começar a preparação para o Enem 2021?

Já está na hora de começar a estudar. Ainda mais quando o assunto é literatura. Então vamos juntos nessa jornada? 

Esse foi o passo inicial para começar a estudar! Agora é só começar a se organizar para conseguir dar conta de todo o conteúdo. Caso queira a nossa ajuda, confira outros conteúdos do nosso blog para mais informações.

Sobre o autor
Ole Educação

Ole Educação

A Olé é uma plataforma de tecnologia educacional que desenvolve projetos, baseados em comunicação, pesquisa, análise de dados e inteligência artificial. Somos formados pela a maior comunidade de edutubers (professores youtubers) do Brasil, com professores de renome que juntos contam com mais de 7 milhões de seguidores em suas plataformas digitais.

Posts Relacionados

Mostrar botões
Esconder botões