Comece a estudar para o Enem 2021 hoje mesmo

Pode parecer precipitado, mas não é. Quanto antes você começar a estudar para o Enem, melhor, até porque a quantidade de conteúdos é bastante extensa. Além do mais, dúvidas e dificuldades costumam surgir nesse processo, e você precisa ter tempo hábil para resolvê-las.

Estudar com antecedência, portanto, certamente fará a diferença nos seus resultados lá na frente. Por isso, confira as dicas que preparamos e comece a estudar para o Enem 2021 hoje mesmo!

1. Organize seu local de estudo

Antes de mais nada, escolha um ambiente com boa iluminação, silencioso e confortável, onde sempre possa estudar. 

Dê preferência a espaços com pouca informação e que não tenham grande circulação de pessoas ou outras interferências. 

Assim, você evitará distrações e terá melhor rendimento nos estudos.

Mantenha esse ambiente constantemente limpo e organizado. Deixe ao seu alcance somente o material necessário, de modo que não precise interromper o que está fazendo para buscá-lo. 

Tenha sempre à disposição uma garrafinha de água e, se possível, fixe seu cronograma de estudos num local visível.

2. Defina metas e estabeleça uma rotina de estudos

Se você não tiver um objetivo de estudos bem definido, certamente ficará mais suscetível à procrastinação. 

Então, para evitar que isso ocorra, trace metas. 

Em primeiro lugar, consulte o edital do Enem, assim que for disponibilizado, e descubra quanto tempo você terá até a realização do Exame. 

Depois, reflita: 

  • Quantas horas posso estudar por dia? 
  • Quais são as matérias que preciso estudar? 
  • Em quais delas tenho mais dificuldade? 
  • Quanto tempo devo destinar para a resolução de exercícios? 
  • E para a leitura de livros e de notícias?

Feito isso, estabeleça uma rotina (diária ou semanal). Para começar, separe os horários dos seus compromissos fixos (escola, aula de inglês, academia, por exemplo). 

Divida o tempo restante em blocos e, para cada um deles, destine uma atividade diferente. Desse modo, você varia os estímulos e adquire o hábito de estudar sempre no mesmo horário.

E o mais importante: coloque os pés no chão. Nada de achar que vai conseguir estudar durante horas seguidas. Você é humano e também precisa se alimentar bem, descansar e ter momentos de lazer. Por isso, crie um planejamento viável.

3. Tenha foco e disciplina

Não basta estabelecer metas; é preciso cumpri-las com foco e disciplina. Enquanto estiver estudando, concentre-se apenas nessa atividade. Desative as notificações do seu celular e deixe-o de lado, assim como todo tipo de distração (TV, computador, tablet, etc.). 

Além disso, avise seus familiares que está estudando e peça para não ser interrompido.

Quando estiver cansado ou desanimado, estude conteúdos menos complexos, leia sobre atualidades, ou assista a filmes, séries e documentários que abordem acontecimentos históricos. 

O essencial é não perder o ritmo.    

Está difícil manter o foco? Calma, existe um método que pode te ajudar! Idealizada por Francesco Cirillo, a Técnica Pomodoro se baseia na ideia de que pausas frequentes podem aumentar nosso rendimento. Veja como funciona:

  • liste as tarefas a serem executadas;
  • ajuste o cronômetro para o tempo desejado (25 minutos);
  • escolha a tarefa inicial e trabalhe nela até que o alarme toque; se alguma distração importante surgir, anote-a e volte ao foco imediatamente;
  • quando o alarme tocar, faça uma pausa curta (de 3 a 5 minutos) antes de partir para a próxima tarefa;
  • após finalizar o quarto bloco de 25 minutos, faça uma pausa maior (de 15 a 30 minutos);
  • terminado esse período de descanso, retorne ao primeiro passo.

4. Descubra seu melhor método de estudo

Mesmo que alguns métodos sejam comprovadamente mais eficientes do que os outros, lembre-se: o que funciona para alguns pode não funcionar para você. 

Há pessoas, por exemplo, que precisam sublinhar e escrever tudo para aprender. Para outras, basta assistir às aulas na escola/no cursinho.

Independentemente do método escolhido, é fundamental que ele seja adequado ao seu estilo de aprendizagem e à sua rotina. A seguir, você confere algumas sugestões.

  • Escreva resumos para sintetizar e destacar os principais conceitos da matéria estudada, eles serão grandes aliados nos momentos de revisão.
  • Construa mapas conceituais: selecione um conteúdo central e, a partir dele, faça conexões com palavras-chaves e outros conceitos.
  • Explique em voz alta o que estudou (você pode, inclusive, gravar essa explicação, ou mesmo fazê-la para um amigo ou familiar).
  • Elabore ou descubra paródias, frases e macetes criativos que possam auxiliar na fixação de conteúdos.

 5. Intercale as disciplinas

Quantidade não é qualidade. De nada adianta estudar, de uma só vez, todo o conteúdo de determinada matéria se você não tiver tempo nem de assimilar o que aprendeu.

Dê um refresco à sua mente e estude diversas matérias por dia. Isso faz com que seu cérebro processe melhor as informações e, ainda, auxilia na percepção da interdisciplinaridade.

Outra prática relevante é fracionar os conteúdos de uma mesma matéria em blocos. Para isso, pesquise com seu professor qual é a sequência adequada de estudos, ou siga um nível crescente de dificuldade. 

Pode não parecer, mas, dessa maneira, você vai cansar bem menos e render muito mais.

6.  Complemente seus estudos na internet

Se você quer se destacar, não fique limitado apenas a um material didático ou ao conteúdo aprendido na escola/no cursinho. Use a internet a seu favor e busque maneiras de complementar seus estudos.

Além dos famosos canais do YouTube, hoje você também pode contar com as plataformas de ensino. 

A Olé Educação, por exemplo, é uma das maiores redes digitais de preparação para o Enem, vestibulares e concursos. Nela, você tem acesso a videoaulas de diferentes disciplinas, preparadas pelos melhores professores edutubers do Brasil, além de exercícios e simulados. 

Ou seja, com o melhor custo-benefício, você garante uma aprendizagem objetiva, de qualidade e sai na frente da concorrência. 

Ficou interessado? Clique aqui e conheça a Olé >

7.  Pratique

Faça exercícios de diferentes níveis de dificuldade e anote seus erros para revisá-los depois. Resolva provas de edições passadas como se estivesse no dia da aplicação, controlando o tempo e testando seu desempenho.

O mesmo vale para a redação. 

Treine uma proposta diferente por semana, escreva e reescreva quantas vezes for preciso. Assim, você pratica a escrita e já se familiariza com o modelo Enem.

E aí, vamos começar a estudar AGORA?

Você precisa começar a se organizar o quanto antes para conseguir estudar tudo o que é mais importante para o Enem. A prova pode parecer distante, mas quanto antes você começar a se preparar, mais você estará confiante no dia da realização do Exame.

Vamos juntos rumo à aprovação?

Continue acompanhando o nosso blog para mais dicas e informações sobre o Enem e outros vestibulares do Brasil. Estamos aqui para te ajudar a estudar e entrar na universidade dos seus sonhos.

Sobre o autor
Ole Educação

Ole Educação

A Olé é uma plataforma de tecnologia educacional que desenvolve projetos, baseados em comunicação, pesquisa, análise de dados e inteligência artificial. Somos formados pela a maior comunidade de edutubers (professores youtubers) do Brasil, com professores de renome que juntos contam com mais de 7 milhões de seguidores em suas plataformas digitais.

Posts Relacionados

Mostrar botões
Esconder botões