Literatura no Enem: o que estudar para mandar bem na prova?

A corrida para o Enem pode ser mesmo desafiadora. O percurso de estudos demanda tempo, organização e dedicação. Não é fácil se preparar para uma prova de tamanha complexidade, ainda mais considerando tantos conteúdos para estudar. 

No meio disso tudo, o estudante ainda se depara com Literatura, uma área que exige muita leitura e atenção para compreender teoria e os mais variados autores. É natural que surja aquela pergunta sobre o que estudar. Pensando nisso, resolvemos elencar alguns dos principais conteúdos literários cobrados nas provas

Certamente, com essa relação, qualquer aluno pode mandar muito bem!

Literatura no Enem

O Enem não cobra leitura de obras específicas, mas podemos notar que alguns autores são recorrentes nas questões de Literatura. 

Por isso, é importante que o candidato crie seu planejamento de leitura, de modo a conhecer cada autor, o contexto histórico e político de suas obras, o estilo de escrita e assim por diante. 

É importante estar sempre atento a nomes como Machado de Assis – figura extremamente apreciada pelo Enem, como:

  • Carlos Drummond de Andrade;
  • Manuel Bandeira;
  • João Cabral de Melo Neto;
  • Mario de Andrade;
  • Oswald de Andrade;
  • Álvares de Azevedo;
  • Rubem Braga;
  • José Saramago;
  • Clarice Lispector;
  • Lygia Fagundes Telles;
  • Cecília Meireles;
  • Adélia Prado, etc. 

Mas como mencionamos, não há cobrança da leitura de obras específicas. Embora trechos dos mais diversos autores sejam mencionados nas questões, é o contexto histórico, social e político que se deseja ressaltar. 

O foco também está em uma abordagem acerca das escolas literárias brasileiras, conteúdo literário tradicionalmente desenvolvido no Ensino Médio. 

Sendo assim, o que estudar a respeito de cada uma delas? É importante dar atenção especial às características, além de observar o contexto histórico em que cada movimento ocorreu. 

Também é muito importante conhecer os principais autores e obras relacionados a cada escola. Um exemplo é Machado de Assis, autor tão singular e extraordinário que costuma ganhar um tópico de estudo só para ele: é comum vermos listas de conteúdo em que consta: Realismo e Realismo Machadiano. 

Mas quais conteúdos são realmente importantes?

Tratando mais especificamente dos conteúdos a serem cobrados, podemos pensar, primeiramente, em texto literário e texto poético

  1. Quanto ao primeiro, é importante estudar estrutura do texto narrativo, aspectos da narração, intertextualidade, apropriação, figuras de linguagem. Quanto ao segundo, destacamos a estrutura da poesia e a metalinguagem. 
  2. No caso das escolas literárias, pode ajudar muito se você organizar os estudos a partir da lista mencionada a seguir…

Quinhentismo

Literatura da informação, com característica documental. Marca a vinda dos portugueses e dos primeiros jesuítas ao Brasil. Não podemos deixar de mencionar a carta de Pero Vaz de Caminha. Alguns poetas e escritores do Romantismo, como Gonçalves Dias, inspiraram-se no Quinhentismo durante a produção de seus textos. 

Nomes importantes: 

  • Pero Vaz de Caminha;
  • Padre José de Anchieta;
  • Padre Manoel da Nóbrega. 

Barroco

Rebuscamento, exagero, virtuosismo, ornamentação. Cultismo e Gongorismo: uso de metáforas, hipérboles e antítese. Nomes importantes: Bento Teixeira, Gregório de Matos, Padre Antônio Vieira. 

Arcadismo

Ideal de vida simples, pastoralismo, bucolismo. Conceito do carpe diem (“aproveite o dia”), ideia de equilíbrio e simplicidade. 

Nomes importantes: 

  • Tomás Antonio Gonzaga;
  • Cláudio Manuel da Costa;
  • Basílio da Gama;
  • Santa Rita Durão. 

Romantismo

Predomina a emoção, a subjetividade. Apresenta uma forma de escapismo (fuga da realidade). Uma característica marcante é a idealização da mulher. Esse período é dividido em três gerações. 

  • 1ª geração: indianista e nacionalista. Nome importante: Gonçalves Dias. 
  • 2ª geração: mal-do-século, melancolia, individualista (byroniana), tema da morte. Nome importante: Álvares de Azevedo. 
  • 3ª geração: social, condoreira, temática da abolição. Nome importante: Castro Alves. 

Realismo, Naturalismo e Parnasianismo

Os três movimentos ocorrem ao mesmo tempo no Brasil, num contexto em que a República é proclamada. Cada movimento possui características próprias. Vejamos. 

Realismo

Literatura voltada ao social, crítica à burguesia, análise psicológica dos personagens. 

Nome importante: Machado de Assis, autor singular, com narrativa sagaz e repleta de ironia, cujas leituras obrigatórias são: Memórias Póstumas de Brás Cubas, Quincas Borba, Dom Casmurro. 

Naturalismo

Retrato de pessoas marginalizadas pela sociedade, Determinismo, análise biológica e patológica de personagens. 

Nomes importantes: 

  • Aluísio Azevedo;
  • Raul Pompeia. 

Parnasianismo

Poesia, arte pela arte, descrição, objetividade, precisão. 

Nome importante: Olavo Bilac. 

Simbolismo

Ocorreu no mesmo período de fundação da Academia Brasileira de Letras. Movimento inspirado na poesia de Baudelaire, cobriu os textos poéticos de sinestesia, com musicalidade, sensualidade, além de revolta. 

Nome importante: Cruz e Souza. 

Pré-Modernismo

Dentro de um contexto que inclui a Guerra do Contestado e a Revolta da Vacina, apresenta tendência conservadora e renovadora. São muito comuns as narrativas que tratam da sobrevivência, da miséria, do subdesenvolvimento. 

Nomes importantes: 

  • Euclides da Cunha;
  • Lima Barreto;
  • Graça Aranha. 

Modernismo

O Modernismo traz mudanças consideráveis à Literatura que era produzida no Brasil até então. Pode ser dividido em três fases, que veremos a seguir. 

Primeira fase

Semana de Arte Moderna de 1922. Apresenta uma poesia de cunho nacionalista, com irreverência. É polêmica, marca a luta contra o tradicionalismo. Foge das regras da métrica e da linguagem culta, apresenta uma escrita mais voltada ao coloquial. 

Nomes importantes: 

  • Mario de Andrade;
  • Oswald de Andrade;
  • Manuel Bandeira. 

Segunda fase

No contexto da Era Vargas e de Lampião no cangaço, podemos destacar uma narrativa regionalista nordestina. 

Nomes importantes: 

  • Graciliano Ramos;
  • Jorge Amado;
  • José Lins do Rego;
  • Rachel de Queiroz.

Terceira fase

Num período de ditadura militar e redemocratização do Brasil, vemos três tipos de produção: urbana, intimista e regionalista. 

Nomes importantes: 

  • Guimarães Rosa;
  • Clarice Lispector. 

Ainda no Modernismo, é importante mencionar a poesia de 30 e 45, comumente abordada no Enem. Nela, destaca-se Carlos Drummond de Andrade com suas três fases poéticas: poema, humor, piada (fase “Eu maior que o mundo”), poesia de ação (fase “Eu menor que o mundo”), poesia metafísica (fase “Eu igual ao mundo”). 

Outros nomes importantes: Cecília Meireles, Jorge de Lima, Vinícius de Moraes, João Cabral de Melo Neto. 

Uma última dica:

A última dica é estudar as tendências contemporâneas, manifestações literárias surgidas do século XX até a atualidade, como a Tropicália, a Poesia Marginal de 1970, poetas contemporâneos como Paulo Leminski e Adélia Prado, o rap brasileiro, etc.

Agora chegou a hora de estudar! Faça um quadro com esses temas que listamos aqui e vá pesquisando aos poucos sobre cada um deles.

Continue acompanhando também os nossos conteúdos aqui no blog para mais dicas e informações sobre o Enem.

Sobre o autor
Ole Educação

Ole Educação

A Olé é uma plataforma de tecnologia educacional que desenvolve projetos, baseados em comunicação, pesquisa, análise de dados e inteligência artificial. Somos formados pela a maior comunidade de edutubers (professores youtubers) do Brasil, com professores de renome que juntos contam com mais de 7 milhões de seguidores em suas plataformas digitais.

Posts Relacionados

Mostrar botões
Esconder botões